quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Discurso de Franklin Delano Roosevelt sobre Pearl Harbor, 1941



Discurso transcrito


Transcrição do discurso de Franklin Delano Roosevelt na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, em 8 de dezembro de 1941. Pronunciado um dia depois de sofrerem ataque das forças militares japonesas, fato culminante para que os EUA entrasse na guerra ao lado dos Aliados, nesse famoso discurso Roosevelt declara guerra ao Japão. Vídeo no final do post.





Discurso


Senhor Vice-Presidente, Senhor Orador, Membros do Senado, e da Câmara dos Deputados:

Ontem, dia 7 de dezembro de 1941 - uma data que viverá na infâmia - os Estados Unidos foi repentinamente e deliberadamente atacado pelas forças marinhas e aéreas do Império do Japão.

Os Estados Unidos estavam em paz com aquele país e, na solicitação do Japão, continuavam debatendo com seu governo e seu imperador, visando a manutenção da paz no Pacífico.

De fato, uma hora depois das esquadras japonesas terem começado a bombardear a ilha americana de Oahu, o embaixador japonês nos Estados Unidos e seu colega, entregaram ao nosso Secretário de Estado uma resposta formal a uma mensagem recente da América. E enquanto essa resposta estabeleceu que era inútil prosseguir com as negociações diplomáticas existentes, ela não continha nenhuma ameaça, ou alusão a uma guerra, ou ataque armado.

E será lembrado que a distância do Havaí para o Japão torna óbvio que o ataque foi planejado deliberadamente muitos dias atrás, ou até mesmo semanas. Durante esse tempo decorrido, o governo japonês procurou deliberadamente enganar os Estados Unidos com falsas declarações e expressões de esperança para uma paz contínua.

O ataque ontem nas ilhas havaianas causou danos severos às forças navais e militares americanas. Eu lamento dizer a vocês que muitas vidas americanas foram perdidas. Além disso, navios americanos foram atingidos por torpedos em alto mar, entre São Francisco e Honolulu.

Ontem, o governo japonês também lançou um ataque contra a Malásia.

Noite passada, forças japonesas atacaram Hong Kong.

Noite passada, forças japonesas atacaram Guam.

Noite passada, forças japonesas atacaram as Ilhas Filipinas.

Noite passada, as forças japonesas atacaram a Ilha Wake.

E nessa manhã, as forças japonesas atacaram a Ilha Midway.

O Japão, portanto, empreendeu um ataque surpresa estendendo toda a área do Pacífico. Os fatos de ontem e de hoje falam por si mesmos. As pessoas dos Estados Unidos já formaram suas opiniões e entendem bem as consequências às muitas vidas e à segurança da nossa nação.

Como Comandante Chefe do Exército e da Marinha, eu ordenei que todas as medidas sejam tomadas para nossa segurança. Mas toda a nação irá se lembrar para sempre do caráter do ataque contra nós.

Não importa quanto tempo demore para superarmos essa invasão premeditada, o povo americano no seu justo poderio ganhará até a vitória absoluta.

Eu acredito que eu interpretei a vontade do Congresso e do povo quando eu afirmo que nós não apenas nos defenderemos ao máximo, mas vamos deixar bem claro que essa forma de traição jamais nos botará em perigo novamente.

Hostilidades existem. Não há a menor dúvida que nosso povo, nosso território, e nossos interesses estão em grave perigo.

Com confiança nas nossas forças armadas, com a determinação imensurável do nosso povo, nós vamos ganhar o inevitável triunfo - então que Deus nos ajude.

Eu peço para que o Congresso declare que desde esse ataque covarde e sem motivo do Japão, no domingo, 7 de dezembro de 1941, existe um estado de guerra entre os Estados Unidos e o Império Japonês.

Tradução: C. P. Andrade




2 comentários:

  1. era a partir daí continente americano pois cita o pacífico

    ResponderExcluir
  2. no brasil getúlio vargas tornou-se uma ditadura

    ResponderExcluir